A imagem de desespero do Exército

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

A imagem de desespero do Exército

Mensagem  Ranger Rebelde em Sex Nov 13, 2009 6:41 pm

Dr. Mário Santos Pechirra, V. N. de Gaia escreveu:Domingo, Junho 29, 2008

----- Mensagem encaminhada de pechirra.ms... -----
Data: Sun, 29 Jun 2008 20:57:57 +0100
De: pechirra.ms...
Assunto: A imagem de desespero do Exército
Para: recrutamento@mail.exercito.pt, info@mail.exercito.pt
Cc: jvm@publico.pt, noticias@jn.pt, carlos.varela@jn.pt,
carlosmvarela@netcabo.pt, dnot@dn.pt, provedor2006@dn.pt,
director@expresso.pt, cartas@mail.expresso.pt,
cidadaoreporter@expresso.pt, talequal@talequal.com.pt,
agencialusa@lusa.pt, dinformacao@lusa.pt, cartasaodirector@sol.pt,
opiniao@sol.pt, online@sol.pt, jornal@semanario.pt, rts@semanario.pt,
p.gaiao@semanario.pt, p.cid@semanario.pt, l.marcos@semanario.pt,
g.carneiro@semanario.pt, destak@destak.pt, sugestoes@destak.pt,
leitor@destak.pt, alerta@destak.pt, metro@metroportugal.com,
editorial@metroportugal.com, elsa.pascoa@metroportugal.com,
adelaide.cabral@metroportugal.com, lucilia.galha@metroportugal.com,
mary.caiado@metroportugal.com, bruno.martins@metroportugal.com,
frederico.goncalves@metroportugal.com, luis.carmo@metroportugal.com,
meiahora@meiahora.pt, mfalcao@gmail.com, akotowicz@meiahora.pt,
jcosta@meiahora.pt, scosta@meiahora.pt, vconde@meiahora.pt,
lsobral@mediacapital.pt, ccosta@mediacapital.pt,
contacto@siconline.pt, atendimento@sic.pt, contacto@sic.pt,
sicinternacional@siconline.pt, martacarmona@sic.pt,
claudiarodrigues@sic.pt, bomdiaportugal@rtp.pt,
patricia.chaves@rtp.pt, ricardo@bomdia.lu, raul@bomdia.lu,
sonia@bomdia.lu, poroutrolado@rtp.pt, rdp.antena1@rtp.pt,
antena1.direccao@rtp.pt, antena1.programas@rtp.pt, rdp.antena2@rtp.pt,
antena3@programas.rdp.pt, jose.marino@rtp.pt, rdpinternacional@rdp.pt,
rdp.africa@rdp.pt, rdp.madeira@rdp.pt, tito.freitas@rdp.pt,
francisco.abreu@rdp.pt, rdp.acores@rtp.pt, rtpa@rtp.pt,
telejornal.acores@rtp.pt, Correio.Geral@ar.parlamento.pt,
gp_ps@ps.parlamento.pt, gp_psd@psd.parlamento.pt,
gp_pcp@pcp.parlamento.pt, gp_pp@pp.parlamento.pt,
blocoar@ar.parlamento.pt, SG.Correio@ar.parlamento.pt,
PEV.correio@pev.parlamento.pt, gcrp@sg.mdn.gov.pt,
secretaria.geral@sg.mdn.gov.pt, geral@dgpdn.mdn.gov.pt,
geral@dgie.mdn.gov.pt, dgaed@dgaed.mdn.gov.pt,
secgerpjm@mail.telepac.pt, inspeccao.geral@igdn.mdn.gov.pt,
idn@idn.mdn.gov.pt, relpub@iasfa.pt, iesm@iesm.mdn.gov.pt,
vnoronha@mf.gov.pt, rtamagnini@mf.gov.pt, gmei@mei.gov.pt,
dirp@sg.mai.gov.pt, geral@ans.pt, aofa@sapo.pt, geral@apracas.pt,
asmir@asmir.pt, apoiar@mail.telepac.pt, antonio.basto@apvg.pt,
combatentesultramar@hotmail.com, geral@ligacombatentes.org.pt,
acup@clix.pt, aaca@tugamail.com, assoc.cmds@mail.telepac.pt,
afuzileiros@netvisao.pt, antigoscombatentes@dgprm.mdn.gov.pt,
d.nacional@adfa-portugal.com, aoe@aoe.pt, belem@presidencia.pt,
pm@pm.gov.pt, crecrbraga@mail.exercito.pt,
crecrcbranco@mail.exercito.pt, crecrcoimbra@mail.exercito.pt,
crecrevora@mail.exercito.pt, crecrfaro@mail.exercito.pt,
crecrlisboa@mail.exercito.pt, crecrpdelgada.chefe@mail.exercito.pt,
crecrvreal@mail.exercito.pt, crecrviseu@mail.exercito.pt,
crecrfunchal@mail.exercito.pt, crecrporto@mail.exercito.pt,
cid@mail.exercito.pt, gabcmdtlog@mail.exercito.pt,
gabcmdpess.chefe@mail.exercito.pt, eme@mail.exercito.pt,
info@mail.exercito.pt, webmaster@mail.exercito.pt,
gml@mail.exercito.pt, rmn@mail.exercito.pt, qgrms@mail.exercito.pt,
qgzmm@mail.exercito.pt, qgzma@mail.pt, amsj@mail.exercito.pt,
arqgex.chefe@mail.exercito.pt, ahm@mail.exercito.pt,
mota.jam@mail.exercito.pt, bsm@mail.Exercito.pt,
batalhao.saude@mail.pt, bibex@mail.exercito.pt,
brigint@mail.exercito.pt, qgctat@mail.exercito.pt,
ctat@mail.exercito.pt, creclelvas@mail.exercito.pt,
cave@mail.exercito.pt, bism@netcabo.pt,
webmaster.cie@mail.exercito.pt, citoap@mail.exercito.pt,
cpae@mail.exercito.pt, csrms@mail.exercito.pt, ctc@mail.exercito.pt,
cioe.comandante@mail.exercito.pt, cmefd@mail.exercito.pt,
cme@mail.exercito.pt, ctat.tancos@mail.telepac.pt,
coft@mail.exercito.pt, tocfndbosnia@mail.exercito.pt,
csde@mail.exercito.pt, darh@mail.exercito.pt, dsi@mail.exercito.pt,
dst@mail.exercito.pt, doutrina@mail.exercito.pt,
dfin@mail.exercito.pt, die@mail.exercito.pt, djd@mail.exercito.pt,
este.mail.nao.existe@mail.pt, dorh@mail.exercito.pt,
dss@mail.exercito.pt, dasp@mail.exercito.pt, dsm@mail.exercito.pt,
ese@mail.exercito.pt, etat@mail.exercito.pt, essm@netcabo.pt,
0167966701@netcabo.pt, epa@mail.exercito.pt, epc@mail.exercito.pt,
eng.militar.epe@mail.telepac.pt, epi@mail.exercito.pt,
ept@mail.exercito.pt, EPST@MAIL.EXERCITO.PT, eps@mail.exercito.pt,
ESPEpart@netc.pt, presmil@mail.exercito.pt, ccsl@mail.exercito.pt,
ccsp@mail.exercito.pt, hmp@mail.exercito.pt, hmr1@mail.telepac.pt,
hmr2@mail.exercito.pt, ige@mail.exercito.pt, io@mail.exercito.pt,
impe@mail.exercito.pt, jornal.do.exercito@mail.exercito.pt,
lmpqf@mail.exercito.pt, mm@mail.exercito.pt,
musmilbraganca@mail.exercito.pt, musmilcoimbra@mail.exercito.pt,
mmporto@adsl.tvtel.pt, casao.militar@ogfe.pt, ogme@netcabo.pt,
rc4@mail.exercito.pt, raaa1@mail.exercito.pt, ra4@mail.exercito.pt,
ra5@mail.exercito.pt, rc3@mail.exercito.pt, rc6@mail.exercito.pt,
re1@mail.exercito.pt, re3@mail.exercito.pt, rg1@exercito.mail.pt,
rg2@mail.exercito.pt, rg3@mail.exercito.pt, ri1@mail.exercito.pt,
Ri2@mail.exercito.pt, ri3@mail.exercito.pt, ri8@mail.exercito.pt,
ri13@mail.exercito.pt, ri14@mail.exercito.pt, ri15@mail.exercito.pt,
ri19@mail.exercito.pt, rl2@mail.exercito.pt, epsm@mail.Exercito.pt,
RT@mail.exercito.pt, bst@mail.exercito.pt, gale@mail.exercito.pt,
museudoar@emfa.pt, maisalto@emfa.pt, afa.gabcmd@emfa.pt,
webmaster.afa@emfa.pt, admfa@emfa.pt, arquivohistorico@emfa.pt,
relpublic@emfa.pt, webmaster@emfa.pt, recrutamento.fap@emfa.pt,
recrutamento.norte.fap@emfa.pt

A imagem de desespero do Exército

Dirijo-me de forma perfeitamente consternada e insatisfeita perante a
postura do Exército. O facto de se promoverem iniciativas nos
shoppings com carácter de angariação não é novidade, sobretudo quando
vêmos a postura estritamente comercial e agressiva das instituições de
crédito, nestes espaços. Mas a presença constante, permanente, no
mesmo espaço, sempre com o mesmo equipamento, sempre os mesmos
intervenientes, com o mesmo objectivo, repetidamente, roça o ridículo!
Reporto-me ao espaço do Shopping Center Dolce Vita no Porto em que a
presença militar, no caso concreto do Exército Português, com o
carácter de angariação, a meu ver, atingiu limites de surreal!
Por várias ocasiões a instituição marcou presença e nessas ocasiões a
instituição apresentou-se da mesma forma, tamanho, cor, feitio, e
objectivo.

Se o Exército não se consegue projectar para com a
população civil, de uma forma “desinteressada”e utilitária, fora da
vertente de “recrutamento”, aí temos um problema gravíssimo para com o
comum cidadão, contribuinte, dado que aí não estaremos a contribuir
para umas forças armadas, apelidadas de, “profissionais”, antes
estaremos a investir numas forças armadas do “Show Off” em que os
“números e a estatística” são o imperativo, em relação ao investimento
na qualidade e eficácia dos efectivos, colocando em causa todo o
alicerce da existência de forças armadas no contexto de estado
democrático, em que o militar mais não é do que um mercenário
irresponsável, sem uma missão coerente instituída para com a sociedade
civil!

É tal o que ressalva da atitude e da presença do Exército, num Shoping
Center (creio que não terá sido até agora o único, o que só virá
agravar as minhas afirmações!), com igual presença, dos seus
efectivos, desde a abertura até ao fecho das portas, durante vários
dias seguidos, em ocasiões pouco espaçadas, no mesmo local, constitui
tal uma perseguição institucional legitimada de índole estritamente
“comercial”. Por quem e qual o interesse? É esta a missão atribuída à
instituição? Por quem e qual o interesse? Friso.
Daquilo que entendo, por parte do que é veiculado pela comunicação
social, as forças armadas não estão a conseguir cativar o voluntariado
“necessário” muito por força de condicionantes de índole política e de
reprodução social das cúpulas.

A atitude agressiva e persecutória do Exército, através desta
promiscuidade (direi de desesperada!) com o espaço comercial, mina,
pois, de forma cumulativa (pois os três ramos das forças armadas
formam um Único Alicerce a nível Constitucional da República
Portuguesa) a integridade e a postura da Força Aérea e da Marinha.
É perante esta situação, de irresponsável gestão do erário público, e
de promiscuidade ao nível da missão das forças armadas, que me insurjo
e, acredito, mereço uma resposta digna da minha condição de Cidadão
Cumpridor.


Atentamente,
Dr. Mário Santos Pechirra
Vila Nova de Gaia

Ranger Rebelde

Mensagens: 66
Data de inscrição: 12/11/2009
Idade: 40
Localização: Por todo o lado, com base em Portugal

Ver perfil do usuário http://specopsconsulting.pt.vu

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mais um enganado

Mensagem  Pereira em Dom Nov 15, 2009 6:13 pm

A tropa é uma ilusão. Nós os praças somos os escravos dos oficiais e anda os contribuintes a pagar empregados tipo domesticos a estes senhores muito deles sem nenhum valor militar e pessoal. Fui bem enganado no centro comercial colombo por militares tambem contratados uma vergonha. da vontade de ir a estes centros de recrutamento tipo feira e partir aquilo tudo pra não enganarem mais ninguem. o que vale ja me falta 2 meses pra acabar contrato e adeus trops ate nunca mais. A mim não me enganam mais. saudações e abram os olhos não se ponham a dormir na parada porque esses gajos não são amigos de ninguem, so chulos.

Pereira
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A imagem de desespero do Exército

Mensagem  joel ribeiro em Ter Dez 15, 2009 4:59 pm

Dizem que dão tudo e mais alguma coisa ,mas quando se vem embora andamos a rasca para receber o que nos e devido não percebo.

joel ribeiro

Mensagens: 4
Data de inscrição: 15/12/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Nem tudo é tão mau

Mensagem  PG em Sex Fev 19, 2010 8:31 am

Passei à disponibilidade dia 2 de Fevereiro e só queria que todos tomassem conhecimento de que nem tudo vai mal, hoje dia de São Receber, fui ver a minha conta bancária e deparo-me com o subsidio de integração já lá "batido"!!! Apesar de se terem atrasado na entrega do tal "papelinho" para o Centro de Emprego, entretanto ja entregue, ao menos o subsidio já está entregue.

PG

Mensagens: 3
Data de inscrição: 26/11/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A imagem de desespero do Exército

Mensagem  joseportugal em Sex Fev 19, 2010 1:30 pm

PG escreveu:Passei à disponibilidade dia 2 de Fevereiro e só queria que todos tomassem conhecimento de que nem tudo vai mal, hoje dia de São Receber, fui ver a minha conta bancária e deparo-me com o subsidio de integração já lá "batido"!!! Apesar de se terem atrasado na entrega do tal "papelinho" para o Centro de Emprego, entretanto ja entregue, ao menos o subsidio já está entregue.
Olá, PG!

Realmente nem tudo vai mal, quando temos de ser um pouco "sortudos" e ficar contemplados num orçamento feito às "três pancadas" para os militares RV/RC que passam à disponibilidade nos primeiros meses de cada ano. E o pessoal que passa à disponibilidade nos restantes meses do ano? Na minha opinião, não é bom, nem é mau... É UMA AUTÊNTICA VERGONHA! Qualquer Direcção de Recursos Humanos das empresas controla perfeitamente quais os seus colaboradores que terminam o seu vínculo contratual, tendo o orçamento preparado para esse efeito. No Exército andam a dormir, como sempre.

Todos têm o mesmo direito às indemnizações após passagem à disponibilidade, num prazo máximo de 90 dias e mais nenhum, seja qual for a altura do ano. Caso contrário, NÃO SE ACONSELHA NENHUM CANDIDATO A ENTRAR NAS FILEIRAS COMO RV OU RC NO 2º, 3º OU 4º TRIMESTRE DE CADA ANO, POIS ARRISCA-SE A NÃO RECEBER A INDEMNIZAÇÃO A QUE TEM DIREITO DENTRO DOS PRAZOS LEGAIS FIXADOS!!!

Concordo com a sua opinião, apenas numa ínfima parte. Já com as suas palavras no tópico seguinte - http://ance.forumeiros.com/duvidas-e-questoes-f6/a-tao-desejada-indeminizacao-t32.htm - que transcrevo na íntegra, concordo plenamente... Smile
PG escreveu:Do que tenho conhecimento, só há dinheiro nos primeiros meses do ano, para as indemenizações entenda-se, o que significa que os primeiros a sair recebem, os outros terão de esperar....(não que eu concorde com isto, claro)
Sei que houve a malta à espera quase meio ano, e pelo que tenho visto e ouvido tem sido prática comum!!!!
No meu caso, a confirmar-se isto, terei sorte pois passarei à disponibilidade a 02 de Fevereiro!!
A ver vamos...

Abraços
Cool
Cumprimentos

joseportugal

Mensagens: 28
Data de inscrição: 25/11/2009

Ver perfil do usuário http://www.google.com/profiles/portugal1143

Voltar ao Topo Ir em baixo

Indignação

Mensagem  Militar em Qui Maio 20, 2010 9:25 am

Realmente só se lamenta quem não tem pernas para andar!!!

Passam o tempo de tropa a tentar fazer nenhum, tem um horário de trabalho reduzido e ainda recebem um subsídio de condição militar. A tropa hoje só anda mal porque os contratados/voluntários são remunerados, nos tempos que lá vão, batião com as costelas um ano de recruta e um ano de especialidade sem ir a casa meses e meses seguidos, a ter de comer os bichos que a terra lhes dava.

Para mim a nação esta perdida quando temos praças que passam 9 ou 6 anos a evitar suar, e depois vem reclamar que as tropas, os oficiais são os maus da fita. Andam de barriga cheia e ainda se lamentam de nada fazer enquanto lá estiveram!!! Recebem certinho direitinho ao dia 20 e dizem que andam mal! Queria saber se esses senhores eram capazes de trabalhar numa fábrica de sapatos 8 ou 10 horas, receber o ordenado mínimo com atraso de meses e no final de 5 anos a fabrica fechar e não receber nem os ordenados em atraso nem qualquer indemnização. A Tropa paga com atrasos, mas paga, quem diz a tropa, diz a fazenda nacional, os bolso de todos nos. Quem mais se lamenta foi quem mais chupou.

Militar
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A imagem de desespero do Exército

Mensagem  Zé tropa em Seg Maio 24, 2010 11:00 am

Então sobre as regalias dos militares QP sustentados até ao fim da vida pelos contribuintes e com reformas chorudas nem se fala. O amigo Militar tem uma boa solução, organiza-se com quem não quer forças armadas em Portugal, angaria 5.000 assinaturas ou mais e solicitem uma proposta de referendo ao PR. Depois é ver se afinal, a população quer os "chulos" dos praças ou não ao serviço da Pátria... Twisted Evil
Já agora pergunte aos QP´s o que seria deles sem os contratados? Laughing ou anunciem aos nossos vizinhos espanhois o fim das forças armadas portuguesas.
Já agora, e porque não dar este país falido aos Angolanos? Aos poucos já o vão anexando economicamente com a conivência deste políticos traidores Evil or Very Mad

Tenho dito

Zé tropa
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Portimão: Exército divulga serviço militar voluntário no centro comercial Continente

Mensagem  Admin em Seg Jan 31, 2011 9:04 pm



31 de Janeiro de 2011

O Centro de Recrutamento de Faro do Exército Português promove amanhã e quarta-feira, dias 1 e 2 de Fevereiro, no centro comercial Continente de Portimão, uma acção de divulgação do serviço militar voluntário.

A iniciativa, dirigida aos jovens da região, decorre no piso 0 do empreendimento, entre as 10:00 horas e as 21:00, contando com a presença de efectivos militares e com a exposição de uma viatura no hall exterior da entrada principal.

“O objectivo é sensibilizar e esclarecer os jovens quanto à prestação de serviço militar voluntário na vertente de interesse público e carreira profissional”, explica-se, em comunicado divulgado pela direcção do centro comercial.

Segundo o director do Continente, Luís Pinto Soares, trata-se de uma acção que “reforça o compromisso” da empresa com a comunidade local.


FONTE: Diário Online

_________________
"Um/a por todos/as (ANCE) e todos/as por um/a (militares RV/RC)"

Admin
Admin

Mensagens: 1981
Data de inscrição: 12/11/2009
Localização: Pela Internet

Ver perfil do usuário http://ance.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

pois mais do mesmo

Mensagem  RangerLX em Seg Jan 31, 2011 10:05 pm

Felizmente antes de sair do Exercito tive a oportunidade de dizer a oficial do quadro que estava no exercito não pelo dinheiro ou pelo ordenado recheado perto de casa mas sim por gosto e que realizava um sonho e mal esse sonho se tornara um pesadelo estava na altura de acordar e partir para outra.
Infelizmente os militares que temos hoje foram formados pelos traidores, sim traidores do 25 de Abril. pois não se revoltaram pelo estado do Pais mas sim por medo da guerra e do combate.
Ser militar e estar disposto a dar a vida pelo pais ou pelos seu povo mas infelizmente o que vemos hoje nas forças armadas portuguesas é um verdadeiro tacho para uns corruptos encherem as suas contas e viverem a custa do pais...
o exercito serve para servir o Pais e não o contrario da mesma forma que todo e qualquer funcionário publico, desde o presidente ao sr. que varre as ruas!
Não é essa a mentalidade. viva o 25 de Abril que não trouxe não mais liberdade ao povo apenas a corrupção de se expandir e dar aos fracos parasitas da sociedade uma oportunidade de viverem as custas dos Portugueses...
Para pulgas e carraças existem vários desparasitantes, para essa escumalha há de tudo desde uma simples chapada a um tiro nos cornos.... pode ser que alguns comecem a cair para isto ganhar tino!
A incompetência que dantes era "tolerada" hoje é praticamente um requisito... vamos ver ate quando...

RangerLX
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A imagem de desespero do Exército

Mensagem  AndreiaR em Ter Fev 15, 2011 8:48 am

sem duvida... Mad

AndreiaR

Mensagens: 2
Data de inscrição: 23/09/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum